Complexos Eólicos da Auren Energia evitam a emissão de 1.6 milhão de toneladas CO2 e contribuem com descarbonização da economia no país

Atualmente a empresa possui 21 parques eólicos em operação no Nordeste

vdp ll

No dia do Vento, a Auren Energia reforça a importância do combate às mudanças climáticas por meio da produção de energia renovável. Em um ano, os parques eólicos da companhia evitaram, aproximadamente, a emissão de 1.631.017 toneladas de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Somando com os novos projetos de expansão, estima-se evitar cerca de 2.248.306 toneladas de CO2 com o início da operação comercial dos empreendimentos em 2023.

Atualmente, a Auren Energia possui 21 parques eólicos em operação em dois complexos na divisa dos estados de Pernambuco e Piauí, que somam 565MW de capacidade instalada e geram mais de 2,3TWh de energia por ano, suficientes para abastecer mais de 1,1 milhão de residências. A empresa também está construindo mais dois complexos eólicos na região com 409 MW de potência instalada, expandindo a capacidade de geração atual para quase 1.000MW em 2023, quando os novos parques entram em operação.

banner prefeitura são joao

De acordo com o Gerente de Operação e Manutenção dos Complexo Eólico da Auren Energia, Henrique de Proença Barbosa, a energia eólica é fundamental para a descarbonização da economia no Brasil. “A redução da emissão de gases poluentes na atmosfera é, sem dúvidas, um dos maiores benefícios das fontes renováveis, como a eólica, o que tem fortalecido uma economia verde, que prioriza o desenvolvimento sustentável, de baixo impacto”, explica.

Hoje, a energia eólica representa 10,9% da matriz elétrica brasileira, segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Grande parte da produção eólica encontra-se na região Nordeste, entre os estados de Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte, que juntos vêm se consolidando como uma grande potência devido às condições climáticas favoráveis para geração de energia limpa.

A estimativa é que com a expansão dos parques eólicos no país, a redução da poluição do ar se intensifique nos próximos anos.  Além de não emitir dióxido de carbono (CO2), a energia proveniente do vento é responsável por diminuir a emissão de gases de efeito de estufa (GEE).

A presença dos parques eólicos também tem contribuído com o desenvolvimento local. Desde que chegou na região, em 2016, a Auren Energia já realizou mais de 100 iniciativas sociais nos municípios de Pernambuco e Piauí, voltados para a área de educação, infraestrutura básica, geração de trabalho e renda, proteção da juventude, inovação social e saúde, considerado pilares fundamentais para a melhora da qualidade de vida.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes