Gravatá: Paciente falsifica prontuário da UPA para atacar secretário de saúde nas redes sociais

Desacatar um funcionário público no exercício da função ou em razão dela é crime previsto no artigo 331 do Código Penal, com pena que vão de seis meses a dois anos de detença ou multa

A Polícia Civil deve investigar uma ocorrência envolvendo um paciente e o secretário de saúde de Gravatá, Frailan Mota. Segundo informações obtidas pelo site, semana passada um homem foi até a secretaria de saúde e agrediu verbalmente o secretário em questão.

Além de agredir o secretário, o homem teria falsificado o prontuário de atendimento antes de ser publicado nas redes sociais fazendo críticas ao secretário e ao atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

banner prefeitura

O acusado, Antônio Correia, teria procurado a UPA de Gravatá e aguardado por aproximadamente 40 minutos. O paciente saiu da UPA levando consigo o prontuário de atendimento, posteriormente adulterado por ele. Nas redes sociais, o acusado teria dito ter aguardado mais de 2 horas para ser atendido.

Frailan Mota disse que teve acesso aos arquivos de filmagens da UPA, que constatou que o homem ao invés de duas horas, teria aguardado quarenta minutos. Após ser procurado pela secretaria de saúde, homem confessou haver forjado o prontuário.

Uma queixa foi formalizada na Delegacia da 62ª CIRC. Frailan Mota é considerado um dos melhores secretários de saúde de Gravatá e faz parte de um trio de profissionais que cuidam com zelo dos recursos e serviços públicos.

Deixe seu comentário:

Comentário:

Leia também:

- Advertisement -
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando este bloqueador de anúncios.

Powered By
CHP Adblock Detector Plugin | Codehelppro