Gravatá: duas pessoas registraram queixas após valores serem sacados indevidamente em contas bancárias

Foto: Marcelo Silva

Duas pessoas procuraram ajuda na Delegacia da 62ª CIRC após terem sido vítimas de estelionato em duas agências bancárias de Gravatá, agreste pernambucano. Está se tornando frequente as queixas de pessoa que estão perdendo dinheiro em contas bancárias.

Um homem de 29 anos procurou a DEPOL queixando-se que teria ido sacar seu auxílio emergencial, mas descobriu que o valor já havia sido sacado indevidamente, ou sem sua autorização. A vítima alegou que uma transferência via PIX havia sido feita para uma pessoa, cuja identidade foi repassada para a polícia. Após procurar a agência e se queixar do fato, a vítima foi orientada a procurar a polícia e registrar ocorrência.  

banner prefeitura são joao

O segundo caso envolveu uma mulher de 38 anos que perdeu R$ 780 reais de sua conta bancária em banco privado. Ela disse que o dinheiro faz parte de sua pensão depositada todos os meses.

Durante a semana ela procurou a agência para fazer o saque, mas viu que o valor havia sido retirado por outra pessoa, sem sua autorização. A vítima disse que após procurar a agência foi orientada a procurar a delegacia e registrar queixa para que a partir disso providências sejam tomadas.  

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes