Gravatá

VERGONHA: Vereadores votam contra concurso público de Gravatá com mais de 1000 vagas

Muita gente não está sabendo, mas foi reprovado na última terça-feira (7) o projeto de lei que cria cargos e abre portas para a realização do Concurso Público da prefeitura municipal de Gravatá.

No dia da votação, muitos vereadores que apoiam o prefeito Joaquim Neto (PSDB) não foram à reunião, e outros ao perceberem que o projeto seria colocado em votação, simplesmente abandonaram a sala de reunião e se trancaram dentro de seus gabinetes.

A criação de novos cargos, o reajuste de salário e o indicativo para concurso público é de interesse do Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado, que orientaram o Governo Municipal a desenvolver o projeto e colocar em votação na Câmara.

Com o concurso público, muitas pessoas terão a oportunidade de assumir uma das vagas que atualmente é ocupada por indicação do prefeito, ou através de seleção simplificada.

Especula-se que os vereadores da base governista estejam manobrando a reprovação do projeto para que a gestão fique sujeita a manter os atuais funcionários em seus cargos, com os mesmos salários, e feche as portas para um novo concurso.

Na próxima terça-feira (14) o presidente da Câmara poderá colocar, ou não, o projeto em pauta. Caso ele seja reprovado pelos vereadores, o prefeito Joaquim Neto ficará desobrigado de realizar concurso público este ano, já que o projeto ficará engavetado por um ano.

Como no próximo ano existirão eleições municipais, o prefeito fica impedido de realizar concurso, mantendo, assim, seus patrícios protegidos na corte.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Desative seu bloqueador de anúncio