Vereador Marcelo Motos tumultua reunião e responderá por quebra decoro

A reunião de aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) enviada pelo prefeito Joaquim Neto (PSDB) há mais de 30 dias foi colocada em votação durante reunião complementar realizada na manhã desta quinta-feira (29) na Câmara Municipal de Gravatá, agreste pernambucano.

A sessão foi marcada pelo comportamento não socialista do vereador Marcelo Motos (PSB) que durante todo processo de votação tentou atrapalhar a reunião e chamar a atenção do público presente no auditório.

Logo após a defesa de Régis da COMPESA (PSL), que usou a tribuna em seu tempo regimentar, o vereador Marcelo Motos novamente usou de truculência para atacar o presidente da Câmara, Léo do AR (PSDB), inclusive com palavras ofensivas.

Segundo informações, o presidente da Câmara deverá instaurar procedimento corretivo contra o colega parlamentar, que poderá resultar em sanções punitivas, como afastamento temporário, e numa situação mais drástica, a perda do mandato.