Trocaram: Corpo que deveria ser enterrado em Gravatá por pouco não é sepultado em Amaraji

Gravatá,Amaraji,Corpo,TROCA

O corpo de uma idosa que deveria sido enterrado em Gravatá, agreste pernambucano, acabou sendo trocado e quase enterrado em Amaraji, zona da mata de Pernambuco. A troca dos corpos ocorreu em um hospital do Grande Recife (RMR).

A idosa que Amaraji faleceu em hospital da capital, mas por conta da pandemia da COVID-19, os familiares não puderam ver o corpo que estava dentro do saco.

banner prefeitura são joao

No entanto, o que a família da idosa não sabia é que o corpo que estavam prestes a sepultar em Amaraji era de uma vítima da COVID-19 que morava em Gravatá, cujo os dados foram irresponsavelmente trocados.

No entanto, antes que o corpo fosse colocado no túmulo, o hospital onde o óbito ocorreu acionou a família e falou sobre a troca. Por fim, o corpo de Gravatá foi encaminhado para Gravatá, enquanto o de Amaraji foi identificado e devidamente sepultado. Apesar da troca, a família da idosa disse que não iria representar judicialmente o fato.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes