28 C
Recife

Tribunal de Contas de Pernambuco julga regular duas auditorias especiais da gestão do ex-prefeito Joaquim Neto

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE/PE) APROVOU duas auditorias especiais feita durante a gestão do ex-prefeito de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB). A papelada foi colocada em votação na pauta desta quarta-feira (28).

Com o resultado da auditoria, o prefeito Joaquim Neto (PSDB) segue como o político de Gravatá com a ficha mais limpa para disputar cargos públicos nos próximos anos. O relator da auditoria foi o conselheiro Ranilson Ramos.

banner prefeitura são joao

Uma terceira auditoria da gestão fiscal, feita em 2018 [processo nº 20505012], também durante a gestão do ex-prefeito Joaquim Neto, foi tirada de pauta. Os advogados de Joaquim apelam para ser julgada REGULAR a auditoria de gestão fiscal da prefeitura com vista ao exercício 2018, estando essa em consonância com os princípios constitucionais e com a legislação pertinente à matéria afastando por completo a suposta irregularidade apontada pela auditoria.

Umas das auditorias abordou despesa de 360 mil reais em despesas do prêmio gravataense de cultural com recursos da Lei Aldir Blanc.

Processos em destaque:

  • 211001387
  • 211006932

LEIA TAMBÉM

BRL - Cotação do real em outras moedas
USD
5,33
EUR
5,48
CNY
0,80

Em destaque