TCE julga irregular prestação de contas do prefeito de Orocó (PE)

A Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE/PE) julgou IRREGULAR a prestação de contas de 2017 da Prefeitura Municipal de Orocó, sertão do Estado de Pernambuco. As contas foram votadas nesta última quinta-feira (12).

Segundo informações do TCE/PE, mesmo sabendo nível de comprometimento de gastos com pessoal, o atual gestor nada fez para reduzir o percentual ao nível prudencial. O prefeito George Gueber elevou sequencialmente o percentual em 56,36% / 57,92% e por fim 70,10% no primeiro, segundo e terceiro quadrimestre de 2017.

O prefeito foi responsabilizado a pagar multa de R$ 43,2 mil reais a partir de 15 dias do trânsito em julgado do Acórdão. O parecer deverá ser enviado para Câmara Municipal, que possivelmente seguirá a determinação do TCE.