Sport vence mas não garante permanência na Série A

Rubro-negro fez sua parte vencendo a partida por 2 a 1 com gols de Rogério e Hernane. Demais resultados não ajudaram

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Mesmo vencendo a partida por 2 a 1 diante da equipe do Santos, o Sport Club do Recife deu adeus à Série A. A equipe rubro-negra fez sua parte conquistando os três pontos, mas os resultados das outras partidas não aconteceram. Os gols do Leão foram de Rogério e Hernane. O Santos marcou com Rodrigo.

Precisando da vitória o time do Sport partiu para cima do Santos. Com a marcação adiantada os atletas pressionaram a saída de bola do time do Peixe. O primeiro lance de perigo do Sport aconteceu aos 14 minutos. Fellipe Bastos cobra falta e manda a bola para a área. Quatro jogadores do rubro-negro estavam na bola, mas a arbitragem assinalou impedimento.

O jogo passou a ser mais de trabalhado e truncado. A equipe do Santos passou a dominar mais a bola, mas com o meio de campo fechado, a marcação do Leão anulava todas investidas do time adversário. Aos 43 Jean Mota arrisca, mas a bola foi para fora.

No segundo tempo o técnico Milton Mendes faz duas substituições. Saíram Neto Moura e Matheus Peixoto e entraram Rogério e Hernane, respectivamente.

O Leão passou a pressionar mais o adversário. Porém, aos três minutos de jogo, Fellipe Bastos sente a coxa direita. O atleta tenta permanecer no jogo, mas não consegue e é substituído por Marlone.

Aos nove minutos Matheus Gonçalves faz linda jogada, mas finaliza em cima de Vanderlei. O Leão tenta tirar proveito pelo fato do time do Santos estar jogando recuado. Várias tentativas foram feitas. Aos 27 e 33 Rogério e Andrigo, respectivamente, tentaram, de longa distância, mas sem efeito positivo.

Aos 36, Hernane faz o pivô e toca para Rogério. O Atacante percebe o arqueiro alvinegro adiantado e tenta mandar por cobertura, mas a bola vai forte demais.

O Leão abriu o marcador aos 38 com Rogério e aos 46 com Hernane. O Peixe diminui com um gol de falta de Rodrigo.

Deixe seu comentário

commentário