Se Gravatá não colaborar com isolamento social, Governo pode decretar lockdown

Gravatá
Imagem de arquivo

O secretário de saúde de Pernambuco, André Longo, deixou claro que se municípios da região agreste não colaborarem para a redução de casos confirmados de COVID-19, novas medidas poderão ser adotadas para conter o avanço da doença na região da 4ª GERES.

Na cidade de Gravatá, agreste pernambucano, nem parece que existe quarentena. Supermercados com grande fluxo de clientes, armazéns movimentados, construção civil a todo vapor e muita gente nas ruas. O município pode ser o próximo a entrar para quarentena rigorosa.

banner prefeitura são joao

Com chácaras e prives lotados de turistas e população flutuantes, os casos confirmados de COVID-19 são quase que diários na cidade. Até esta quinta (25) Gravatá tinha 180 casos confirmados, enquanto em Bezerros em 336 confirmações desde o início da pandemia. Em Gravatá já ocorreram 27 mortes de pacientes que estavam com o novo coronavírus, por outro lado, em Bezerros foram 16 letalidades.

O prefeito da cidade, autoridades de saúde sanitária e o Ministério Público já fizeram de tudo para conter as pessoas em casa, mas parece que a receita não vingou e o doce amargo corre o risco de acontecer.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes