Sara Winter pagará multa de 1 milhão por divulgar dados de menina estuprada pelo tio

Sara Winter pagará multa de 1 milhão por divulgar dados de menina estuprada pelo tio
Sarah Winter, ativista política apoiadora do governo do Bolsonaro, durante coletiva após a prisão por participação em atos anti democráticos Sérgio Lima/Poder360 26.06.2020

A apoiadora de Bolsonaro, Sara Winter, foi condenada a pagar uma indenização no valor de R$ 1 milhão de reais após divulgar dados de uma menina de 10 anos que ficou grávida após ser estuprada pelo tio.

O valor deverá ser destinado para o Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente. A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Espírito Santo (ES), por intermédio da Promotoria de Justiça de São Mateus, que ajuizou Ação Civil Pública (ACP).