São João 2022: dois terços dos pernambucanos pretendem comemorar

unnamed 6

A pesquisa apontou que 65% dos pernambucanos com 18 anos ou mais pretendem comemorar o São João em 2022, alcançando 73% no interior e ficando em 61% na região metropolitana, sempre com uma distribuição bastante equilibrada das formas de comemoração escolhida.

No interior, a busca por shows e eventos privados alcança até 30% das intenções, já bares e restaurantes serão frequentados por 28% dos consumidores.

banner prefeitura são joao

Na região metropolitana os shows e eventos apresentam demanda relevante (16%), mas a maior parcela das pessoas (27%) pretende viajar durante as festividades, buscando inclusive os shows em polos juninos do interior.

No interior a comemoração das festividades juninas é tradicionalmente maior, fato que corrobora a intenção disseminada entre as pessoas de distintas faixas de renda domiciliar, a qual oscila entre 69% na faixa de 1 a 2 salários mínimos e 79% na faixa de 3 a 5 salários mínimos.

A menor propensão a comemorar as festividades se observa na faixa de 1 e 2 salários mínimos da região metropolitana, onde ficou em 53%.

Além das intenções de viagem e festas, públicas ou privadas, os consumidores foram consultados sobre a intenção de compra de produtos de uso pessoal durante o período junino.

A época é sempre esperada pelo varejo, tanto pela venda de alimentos e bebidas e artigos de decoração, quanto pelo segmento de moda, uma vez que as viagens ao interior, ou mesmo as festas na região metropolitana, incentivam parte dos consumidores a adquirir vestuário novo e até específico para a temporada mais fria.

Segundo apontou a sondagem, a busca por produtos de uso pessoal, como vestuários, calçados, perfumes e cosméticos deve alcançar 32% dos consumidores, chegando a 37% entre o público feminino e 26% entre os homens.

De modo geral, essa demanda alcança maior proporção entre os consumidores no interior, onde 37% pretendem realizar alguma compra, ficando em 29% entre os homens e 44% entre as mulheres.

A procura também é proporcionalmente superior na maioria das faixas de renda e faixas etárias no interior, chegando a 46% entre as pessoas com renda domiciliar de 3 a 5 salários mínimos e 45% entre as pessoas com 30 a 49 anos.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes