Prefeitura não assume fiscalização por superlotações em vans Gravatá via Chã Grande e Mandacaru

A reportagem do Pernambuco notícias denunciou a superlotação de vans que fazem o transporte de passagens de forma alternativa para de Gravatá para Chã Grande e Mandacaru. A denúncia foi originalmente levada ao ar pela Rádio Clima FM na edição do PROGRAMA FALANDO SÉRIO desta quinta (21).

Em contato com a Secretaria de Imprensa da Prefeitura Municipal, a prefeitura foi informada sobre o ocorrido e em nota, o secretário de segurança e defesa Civil, Major Gilmar, informou que essa questão do transporte, na cidade, é de competência da Polícia Militar, pois a prefeitura não tem poder de notificação.

banner prefeitura são joao

Ainda segundo o Major Gilmar ainda pontuou que no trajeto entre Gravatá/Chã Grande, os veículos trafegam pela Rodovia BR-232, sendo competência da polícia Rodoviária Federal (PRF), enquanto na Rodovia PE-081 que dá acesso ao distrito de Mandacaru, o trajeto é de competência do BPRV.

Sem uma efetiva fiscalização de superlotação, os passageiros correm risco eminente de contágio pela COVID-19, bem como em caso de acidente uma fatalidade.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes