Prefeitos se aproveitam da pandemia para pisar no acelerador dos contratos sem licitação

A justiça terá muito trabalho nos próximos meses para investigar possíveis ilicitudes praticadas por prefeitos que estão se aproveitando da pandemia para pisar no acelerador e realizar diversos contratos emergenciais com dispensa de licitação.

Mesmo com falta de recursos públicos, gestores estariam ‘puxando a sardinha’ para personalidades próximas de sua gestão com contrato de valores salgados, de produtos e serviços, que na maioria das vezes pode ser adquirido com valor abaixo do praticado.

Enquanto milhares de trabalhadores sofrem com a falta de emprego; comerciantes se programam para decretar falência; outros seguimentos comemoram os bons resultados da pandemia, motivados pelo preço elevado de vários produtos.