Polícia investiga Policial Militar que admite ser racista e ameaçou bater em mulher

Circula pelas redes sociais vídeo de um homem durante acesso de raiva. No vídeo é possível ver o homem admitindo ser racista e ameaça bater numa mulher. Segundo informações, o homem que aparece no vídeo é o Policial Militar da reserva de São Ludgero, interior de Santa Catarina, sul do Brasil.

Nesta última sexta-feira (17) a Polícia Civil de Santa Catarina teria instaurado um inquérito para investigar o caso.

banner prefeitura são joao

“Teu filho é um maldito de um negro desgraçado, que é pirracento”, diz o homem, aos berros. Ele é filmado por uma mulher que questiona o motivo do ódio direcionado a “moreno”.

Com medo, a mulher, que está no local do ataque de fúria, pede para que não seja agredida, mesmo assim o acusado tira o chinelo e ameaça. A PM de Santa Catarina reconheceu que o homem filmado era um sargento que está na reserva desde 2016.

“Porque eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negro. Eu tenho amigo negro, mas amigo decente, não essa negrada do c…, que é marrento que nem tu”, responde o PM.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes