Polícia Federal em conjunto com a PM prende homem com dinheiro falso

Polícia Federal em conjunto com a PM prende homem com dinheiro falso

Polícia Federal em Pernambuco/PE, através de sua Delegacia em Salgueiro/PE procedeu a autuação em flagrante, na tarde de ontem (27/07/2020), por volta das 15h, de um suspeito de 20 anos, estudante (curso de informática), natural e residente em Ouricuri/PE-(não possui antecedentes criminais). A prisão decorreu da ação integrada entre a Delegacia de Polícia Federal de Salgueiro/PE e a Polícia Militar de Pernambuco (7ºBPM-9ºCIPM). Diante da suspeita de ilícito no fluxo postal informada pelo Órgão de Segurança dos Correios-CSET, os policiais foram acionados pelos Correios para exercer a fiscalização e, acompanhando a entrega, aconteceu o flagrante quando o suspeito foi retirar a encomenda na agência dos correios.

O indivíduo estava em posse de 3 notas de R$ 100,00 (cem reais) e 4 notas de R$ 50,00 (cinquenta reais), totalizando a quantia de R$ 500,00 (quinhentos reais). Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido arrecadadas as notas falsas, o preso foi levado para a Delegacia de Polícia Federal de Salgueiro/PE, onde após ser informado dos seus direitos e garantias constitucionais acabou sendo autuado em flagrante pelo crime contido no artigo 289, §1º do Código Penal (adquirir moeda falsa de curso legal no país), e caso seja condenado poderá pegar pena que varia de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa! Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito e, em seguida, colocado

ONTEM TAMBÉM A PF DO PARANÁ TAMBÉM PRENDEU UM DISTRIBUIDOR DE CÉDULAS FALSAS EM CAMBÉ/PR
Polícia Federal, na manhã de hoje (27/07) efetuou a prisão em flagrante de um homem, no exato momento em que recebia encomenda postal com diversas cédulas falsas em sua residência. A encomenda estava endereçada ao investigado e no interior do envelope havia várias cédulas de R$ 20,00, R$ 10,00 e de R$ 5,00, totalizando o valor de R$ 2.000,00 (dois mil) reais em cédulas falsas. Após ser interrogado pela Autoridade Policial, o investigado foi encaminhado ao CIAC- Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal e responderá pelo crime de comércio de moeda falsa, cuja pena pode chegar a 12 anos de reclusão e multa.

A Polícia Federal vem desenvolvendo várias operações policiais no Brasil onde tem identificado e prendido criminosos que estão utilizando tanto os correios como a internet para a venda ilegal de notas falsas. Em 13/03/2019, foi deflagrada a operação Big Jhow no Espírito Santo, em 10/09/2019 – Operação Monster no Tocantins e em 22/10/2019, a operação Real Fake em Cuiabá. O Facebook, proíbe o uso da rede social para facilitar ou organizar atividades criminosas que causem danos financeiros a pessoas ou negócios e remove qualquer conteúdo desse tipo quando ficam ciente através de denúncias.