20.7 C
Gravatá

MPF denuncia família que manteve mulher em situação análoga à escravidão

madalena gordiano

Uma família foi denunciada por manter uma mulher em regime de escravidão. O caso foi registrado em Patos, interior de Minas Gerais. Durante 15 anos, Madalena Gordiano era tratada como uma escrava.

O professor universitário Dalton César, a esposa e duas filhas podem pegar até 26 anos de prisão, conforme dados de denúncia feita pelo Ministério Público Federal.

banner prefeitura

Madalena passou quase toda vida trabalhando sem remuneração. Ela trabalhava mais de 18 horas por dia sem qualquer direito trabalhista, e sequer sabia o que era salário.

A vítima da escravidão, que ainda existe escondida no Brasil, recebia R$ 100 reais para comprar roupa, produtos de higiene e remédios. O casal foi acusado de roubar ao longo de 15 anos a pensão que a vítima tinha direito de receber pela morte do marido, que era tio do acusado e ex-combatente. Se somado, o valor ultrapassar 1 milhão de reais.

madalena antes depois 1068x561 1

Visivelmente mais jovem, com cabelo longo, radiante e engajada na luta contra o trabalho escravo no país, Madalena deixou para trás a imagem da mulher que se mantinha de cabeça baixa e não sorria.

Madalena era obrigada a raspar o cabelo e perdeu todos os seus dentes por falta de higiene básica. Madalena está morando na casa de uma assistente social que a acolheu assim que foi resgatada da casa da família Rigueira.

Deixe seu comentário:

Comentário:

Leia também:

- Advertisement -
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando este bloqueador de anúncios.

Powered By
CHP Adblock Detector Plugin | Codehelppro