MP orienta prefeitura de Chã Grande gastar menos com festividades e manter pagamentos de funcionários em dia

O Promotor de Justiça da Cidade de Chã Grande, Dr. Gustavo Dias Kershaw, exigiu que a prefeitura de Chã Grande, administrada por Diogo Alexandre (PR), evite fazer gastos excessivos com festividades na cidade.

Segundo informações do Ministério Público, no ano passado a prefeitura gastou R$ mais de 646 mil reais em eventos do calendário festivo.

O prefeito está obrigado a promover a redução de 20% nos gastos com festas em 2019 e 2020. O valor não deverá ultrapassar 516 mil. O promotor pediu para que os recursos economizados sejam investidos na educação, saúde e assistência social.

Diogo Alexandre deverá manter atualizado, todos os meses, a folha de pagamento de efetivos, temporários e funcionários de cargo comissionado, inclusive com depósitos de encargos tributários e previdenciários.

Caso o prefeito não obedeça às orientações do MP, o próprio prefeito deverá pagar R$ 20 mil reais de multa, além de estar passivo de responder por improbidade administrativa.