Ministério Público de Pernambuco se posiciona e denuncia Sari Corte Real por abandono de incapaz

Ministério Público de Pernambuco,Sari Corte Real

Guardião da lei, o Ministério Público de Pernambuco se posicionou e deu um novo capítulo no caso do menino Miguel, que morreu após cair de prédio de luxo onde a mãe dele trabalhava na área central do Recife.

O MPPE denunciou hoje pela manhã a empresa Sari Corte Real pelo crime de abandono de Miguel Otávio Santana, 5 anos, que ficou em sua responsabilidade enquanto a mãe da criança passeava com cachorro no condomínio de luxo.

banner prefeitura são joao

O processo foi encaminhado à 1ª Vara de Crimes contra Criança e Adolescente da Capital, que conduzirá o caso, a partir de agora, sob sigilo. 

MPPE EMITE NOTA:

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do promotor de Justiça criminal Eduardo Tavares, apresentou, na manhã desta quarta-feira (14), denúncia (NPU 004416-62.2020.8.17.0001) contra Sari Mariana Costa Gaspar Corte Real, na 1ª Vara de Crimes contra Criança e Adolescente da Capital, nas penas do art.133, §2º, por abandono de incapaz com resultado de morte, combinado com o art.61, inciso II, alíneas “h” e “j”, do Código Penal brasileiro, que agravam as penas por ter sido contra criança em meio à conjuntura de calamidade pública.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes