Michel Temer é autorizado a ir para Líbano representar Brasil em missão humanitária

O Governo Brasileiro confirmou o envio de 300 ventiladores e 100 mil máscaras para o Líbano, que vivencia um momento delicado após a explosão de material químico no porto de Beirute.

O primeiro-ministro do Líbano renunciou o governo, o que acabou aumentou a instabilidade política no país. O juiz federal Marcelo Bretas, que é responsável por investigação da Lava Jato, no Rio de Janeiro, autorizou nesta segunda (10) a ida do ex-presidente Michel Temer (MDB) ao Líbano. Temer será o chefe da missão humanitária naquele país.