Mais de 450 mil unidades habitacionais do MCMV serão contratadas em 2023, informa Jader Barbalho Filho

Ministro das Cidades participou da abertura do Fórum Norte e Nordeste da Indústria da Construção, que começou nesta quinta-feira (28) no Recife

Mais relacionadas

Mais De 450 Mil Unidades Habitacionais Do Mcmv Serão Contratadas Em 2023, Informa Jader Barbalho Filho
Foto: divulgação/cortesia

O Ministro das Cidades, Jader Barbalho Filho, participou do Fórum Norte e Nordeste da Indústria da Construção, que começou nesta quinta-feira (28) e vai até amanhã (29). O programa Minha Casa, Minha Vida é um dos temas bastante discutidos no evento. O Ministro trouxe dados sobre a contratação de novas unidades habitacionais e perspectivas para 2023 e 2024. 

“A previsão é que a gente ultrapasse a marca de 450 mil novas unidades habitacionais contratadas em 2023. A minha expectativa é que, em 2024, a gente supere ainda mais essa marca, haja vista que teremos um tempo maior para o mercado reagir. Que essas novas unidades habitacionais possam se tornar realidade”, afirmou.

Jader acrescentou que até o início de outubro serão divulgadas as soluções que foram contempladas, a partir da análise que a Caixa fez dos terrenos que foram apresentados pelas empresas, pelos Governos dos Estados, pelas Prefeituras, e já mostrar quais foram os terrenos que passaram na aprovação a partir das normativas estabelecidas.

A intenção é que ainda no ano de 2023 já possam ser feitas as novas contratações do MCMV. “Me refiro à questão do FAR, que é o MCMV urbano, que atende os governos de estados, as prefeituras, e as empresas; ao MCMV-Rural; e também o MCMV entidades”, completa Jader.

O ministro das Cidades comentou, ainda, ações do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC). “Nós lançamos o processo de seleção para todos os construtores serem muito bem atendidos. A seleção inicia no dia 9 de outubro e vai ficar aberta até o dia 10 de novembro para que possamos fazer as discussões das novas obras do PAC. O PAC total para o Brasil está, hoje, na ordem de R$ 1,7 trilhão. E o que coube ao Ministério das Cidades é da ordem de R$ 622 bilhões em duas ações: Associações das Cidades resilientes e sustentáveis e Água para todos”, ressaltou.

Jader Barbalho Filho participou remotamente na abertura do evento e lamentou por não poder estar presencialmente ao lado de outras autoridades que compunham o  painel, como Marcos Holanda, Presidente do FNNIC; Raquel Lyra, governadora de Pernambuco; Priscila Krause, vice-governadora de Pernambuco, João Campos, prefeito de Recife; o deputado federal Fernando Marangoni; o deputado federal Mendonça Filho; o Presidente da ADEMI/PE, Rafael Simões; e o Presidente do Sinduscon PE, Antonio Cláudio. Jader fez questão de deixar claro sobre a importância da contribuição do FNNIC para o FGTS: “Foi a principal contribuição que o Fórum fez para a nossa gestão”, completou o ministro.

Outras notícias

Você também pode gostar

Nossa equipe está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!