dark

Gravatá não precisa inaugurar hospital, já tem um que atende todos

Gravatá não precisa inaugurar hospital, já tem um que atende todos
Gravatá não precisa inaugurar hospital, já tem um que atende todos

Não há necessidade de se construir hospital em Gravatá, pois a cidade já conta com um uma unidade de três pisos composta de sala de cirurgia, diversas ambulâncias, equipamentos de raio-x, laboratório, maternidade e diversos leitos.

Vejo nas redes sociais um grupo de pessoas tentando a todo custo fragilizar um governo que investiu pesado na saúde pública reabrindo postos de saúde, reformando PSF’s, contratando novos médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos e outros profissionais da saúde.

Em gestões passadas médicos foram prestar queixa na Delegacia de Polícia por falta de pagamento e ausência de assistência a saúde. Uma cenário que Gravatá não merece reviver.

Vi recentemente alguns comentários nas redes sociais de pessoas que criticaram o prefeito da cidade, Joaquim Neto (PSDB), pelo fato de ele ter reformado um banheiro público, alegando que enquanto em outras cidades hospitais são inaugurados, em Gravatá um banheiro era entrega.

Mas eu pergunto? Gravatá realmente precisa de um hospital mesmo dispondo de uma unidade moderna e grande? Precisa Gravatá de um novo hospital, mesmo a cidade tendo 20 postos de saúde na cidade e na zona rural?

As pessoas em Gravatá estão ficando doente aos montes pra se construir um novo hospital numa cidade com menos de 100 mil habitantes? O problema de algumas pessoas é olhar demais pra cidade vizinha e esquece o que acontece de bom na sua.