Gravatá: “Não adianta briga, não adianta confusão”, diz Léo do AR sobre projeto que reajusta salário dos professores

Além do projeto de reajuste, a câmara votou outros dois projetos.

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (19) a reunião extraordinária da Câmara Municipal de Gravatá, convocada pelo presidente da casa, vereador Léo do AR (PSDB).

A sessão foi agitada e marcada por diversos debates e embates políticos. Por erros de redação e vícios, o Projeto de Lei que reajustaria o salário dos professores foi retirado de pauta.

banner prefeitura são joao

A necessidade para retirar o reajuste de pauta foi analisado e reconhecido pela categoria. Professores e outros funcionários da educação acompanharam a reunião.

Durante a reunião, o presidente da Câmara disse que não adiantava confusões e brigas, pois brevemente o projeto será colocado em votação, mas para isso será preciso haver um encontro entre professores, o prefeito e os vereadores interessados na pauta.

Além do projeto de reajuste, a câmara votou outros dois projetos. Um deles concede pagamento de abono para funcionários da educação, e o outro concede abatimento de juros e multas em taxa cobra aos comerciantes do Mercado Cultural.

LEIA TAMBÉM