Gravatá: Mulher brutalmente agredida por pouco não é morta pelo ex-companheiro

Uma mulher de 31 anos, identificada como Luana Matias, foi covardemente agredida, e por pouco não foi morta, pelo ex-companheiro dela, identificado como Severino Honorato Nicácio. O fato teria sido registrado em Gravatá, 85 km do Recife.

Segundo informações da vítima, em rede social, ela estava separada do acusado, que não teria aceitado o fim do relacionamento e partido para agressão. A casa da mulher ficou revirada e marcada com seu sangue.

A vítima foi socorrida toda ensanguentada e fotos foram compartilhadas nas redes sociais. Moradores da cidade ficaram indignados com o ato de covardia. A reportagem não obteve confirmação se o fato foi registrado na DEPOL local e tenta manter contato com a vítima.