Gravatá: moradores denunciam avanço do aterro sanitário e aumento de moscas, ratos, baratas e urubus

whatsapp image 2021 07 13 at 07.15.10

Moradores de loteamento situado próximo do aterro sanitário de Gravatá, agreste pernambucano, estão preocupados com o avanço do equipamento sanitário administrado pela prefeitura municipal.

O Programa Redação da Nova, apresentado por José Fábio e Ângelo Márcio na rádio Nova FM, trouxe o apelo de uma moradora que comprou um lote há cerca de 2 anos. Na época, a compradora sequer conseguia ver o lixão, mas nos últimos meses a situação tem ficado cada vez mais crítica.

banner prefeitura são joao

Segundo a denunciante, o lixão está cada vez mais próximo do loteamento. Como mora na última casa do loteamento, muito próximo do aterro sanitário, o fedor podre está insuportável, algo não vivenciado no passado.

Além de toda essa situação desagradável, a denunciante relatou no rádio que a mais de 20 postes do loteamento estão com as lâmpadas apagadas. Os moradores já requereram reparo, mas a prefeitura não atendeu. A gestão também teria feito vista grossa para a manutenção de estradas e outros serviços de utilidade pública.

whatsapp image 2021 07 13 at 07.15.11

Segundo a denunciante, o vereador Neném de Uruçu Mirim já teria enviado dois ofícios à prefeitura, pedindo melhorias para o loteamento, mas nada foi feito até agora. Mais de 30 famílias pagam iluminação pública sem fazer uso. O pagamento de IPTU está em dia.

Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes