Gravatá

Gravatá: Aluno agredido dentro de escola após adolescente tomar seu boné


A família de um garoto de 12 anos deverá procurar a polícia durante este final de semana para se queixar de agressão sofrida pelo jovem dentro em escola da rede municipal de Gravatá, agreste pernambucano. A agressão aconteceu na tarde da última quinta-feira (12).

Segundo informações, o estudante teria sido abordado por outro aluno, cuja identidade não foi revelada, que tomou seu boné. A criança teria tentado recuperar seu acessório, mas acabou sendo agredida com vários socos no rosto. A agressão teria ocorrido durante o recreio da Escola Monsenhor José Elisa, CAIC.

A mãe do garoto só tomou conhecimento da agressão quando um funcionário da escola foi até sua residência acompanhando a vítima. A mãe retornou ao colégio, mas a direção já estava ausente por conta do fim do expediente.

O estudante foi levado para o Hospital Doutor Paulo da Veiga Pessoa (HDPVP), onde foi submetido a exames traumatológicos, inclusive com realização de raio-x. O Pernambuco Notícias teve acesso ao prontuário de atendimento do rapaz, residente no bairro Riacho do Mel, zona sul da cidade.

O médio que atendeu o rapaz alegou que a vítima apresentou edema em região fronta e osso nasal, além de escoriações na região interna da boca, mais precisamente no lábio superior. O garoto foi acompanhado até a Delegacia de Polícia Civil, mas segundo relatos de familiar, a unidade policial estava fechada.

Nesta sexta-feira (13) a mãe da vítima voltou à escola para conversar com a direção, e para surpresa dela, além dos gestores, o prefeito da cidade também estava no local. A gestão municipal encaminhou jovem para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), mas por falta de material nenhum procedimento no aparelho odontológico foi procedido.

A nossa reportagem conversou com mãe do adolescente, que em entrevista alegou se sentir impotente e agora exige que a mãe do outro adolescente pague os custos que terá com a manutenção do aparelho odontológico, danificado por conta de soco na boca do seu filho. A mãe do rapaz disse que após procurar a polícia deverá acionar o outros meios legais para comunicação da notícia de fato.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!

Adblock detectado

Desative seu bloqueador de anúncio