Governo Britânico escolhe Compesa para implantar projetos de eficiência

A escolha da Compesa para participar do projeto foi recebida com alegria pelo presidente da estatal, Roberto Tavares

A  Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa firmou, hoje (7), um convênio com o Governo Britânico para estudar projetos de inovação e de gestão para redução de perdas nos sistemas de abastecimento de água da Região Metropolitana do Recife (RMR).

A parceria firmada terá o Banco Mundial como agente operador do convênio, que prevê o investimento de 5 milhões de libras, nos próximos quatro anos – o equivalente a R$ 25 milhões.

A iniciativa faz parte do projeto Cidades Inteligentes do Prosperity Fund (Fundo Prosperidade) – o fundo global do Governo Britânico – e tem como proposta a  implantação de projetos que  colaborem  na melhoria da eficiência da gestão de água e serviços ofertados na RMR.

A assinatura do convênio ocorreu na sede administrativa da Compesa, no bairro de Santo Amaro, Recife, e contou com as presenças do presidente da Compesa, Roberto Tavares, do diretor do Prosperity Fund, Iain Frew , da gerente do Future Cities Bilateral Programme, Gabriela Figueiredo,  além dos diretores da Compesa, Décio Padilha (Gestão Corporativa) e Ricardo Barretto (Novos Negócios).

O foco da parceria será o combate às perdas  comerciais (água produzida e não faturada) e físicas (vazamentos) de áreas a serem escolhidas em comum acordo com a Compesa, Banco Mundial e Governo Britânico. Consultores serão contratados para  estudarem as localidades definidas e apresentarem novas tecnologias e inovações que permitam a Compesa viabilizar essas intervenções e assim criar modelos de controle às perdas com padrão mundial.