Fevereiro: aumenta a violência contra agentes de segurança no Grande Recife

Sete agentes de segurança foram baleados na Região Metropolitana do Recife em fevereiro, segundo dados do relatório mensal do Instituto Fogo Cruzado: destes, quatro foram mortos e três ficaram feridos. Na média, é como se um agente fosse baleado a cada quatro dias. Comparado a fevereiro de 2021, o número de agentes baleados subiu de dois para sete.

Entre os agentes baleados no último mês, dois estavam em serviço, um era aposentado/exonerado e quatro estavam fora de serviço. Foi o caso do policial militar Alberisson Carlos da Silva, de 50 anos, morto a tiros no bairro da Madalena, Recife, no dia 16 de fevereiro. Presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco, Alberisson havia deixado a sede da entidade quando foi surpreendido por homens armados, que dispararam nove vezes contra ele.

banner prefeitura

Nos quartéis da polícia pernambucana, fevereiro também ficou marcado pelo caso do PM Lucas Chagas, que morreu após ser atingido por tiro acidental no peito quando estava dentro do 6º Batalhão da PM, em Prazeres, Jaboatão dos Guararapes.

Em recente entrevista para o Instituto Fogo Cruzado, o policial civil e presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), Rafael Cavalcanti, alegou que é preciso dar mais treinamento e apoio aos policiais pernambucanos. Ele afirma que também é urgente modificar a imagem do “policial herói” e justiceiro, que continua fortemente presente no imaginário popular, colocando em risco os agentes dentro e fora do posto de serviço.

Deixe seu comentário:

Comentário:

Leia também:

- Advertisement -
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando este bloqueador de anúncios.

Powered By
CHP Adblock Detector Plugin | Codehelppro