20.8 C
Gravatá

EXCLUSIVO: empresa que começou construir creche em Gravatá se posiciona contra fala de secretária de educação

whatsapp image 2022 02 10 at 18.14.51

Pouco tempo após a secretária de educação de Gravatá de possíveis irregularidades deixadas pela gestão do ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB) em obras com dinheiro do FNDE, uma das empresas envolvida na construção de creche no bairro Alpes Suíço manteve contato com a reportagem do PERNAMBUCO NOTÍCIAS para se defender.

A resposta da LMX, sediada em Natal, capital do Rio Grande do Norte, foi enviada durante a tarde desta sexta-feira (11) e foi assinada eletronicamente por Marcos Antônio de Jesus Saraiva, responsável técnico pela empresa.

banner prefeitura

A secretária de educação disse que após a constatação de vícios, a construtora teria abandonado a obra em dezembro de 2021, mas a empresa disse que enviou no começo do ano informando a paralisação temporária: “Em 14/01/2022, a empresa enviou carta 003/2022, para a secretária, de paralização temporária, com pedido reconsideração do reajustamento, pagamento de medições já realizadas, serviços realizados e não recebidos, aditivos contratuais com serviços realizados, esses valores são da ordem 150 mil, porém antes de enviar a carta 003, todos os serviços inconformes já tinham sido refeitos e recebidos pelo pessoal do secretário executivo Roberto Carvalho. Até essa data, 11/02/22 a secretária não se pronunciou sobre a essa carta de paralização. A empresa não abandonou a obra”, disse a nota.

Professora Ninha disse que foram pagos indevidamente R$ 256 mil reais para a empresa, e que a contratada teria reconhecido. A empresa disse que a fala da secretária não é verdadeira: “É inverdade (em áudio, em nosso poder), o que a secretária diz. Que reconhecemos o recebimento indevido 256 mil. Nós enviamos na data de 11/01/2022 a carta 001/22 sobre os serviços de infraestrutura, carta com 08 páginas, onde consta demonstrado todo o desenvolvimento dos serviços executados e medidos, ora todo e qualquer serviço executado, autorizado para ser feito, tem que ser pago. A auditoria contratada pela secretária, constatou essa diferença, (não temos o documento auditado), concluímos nossa carta 001/22 com o seguinte: “Por fim, os valores cobrados para os serviços de terraplenagem + muro de arrimo foram de R$ 545.266,30, sendo R$ 274.762,63 (terraplenagem) e R$ 270.807,72 (muro de arrimo).” Ora isso não é reconhecer que foi pagamento indevido e sim devido“, pontou a nota.

Na mesma nota, a construtora da creche cita a fala da secretária de educação sobre a falta de contenção posterior, e o fato de o aterro sofrer acomodações, provocando fissuras em diversos locais. A empresa alegou que que todas as fissuras foram corrigidas: “Primeiro queremos chamar atenção dessa secretária que todas as fissuras foram corrigidas. Segundo. O projeto executivo do aterro, não contempla contenção na parte posterior e sim um talude, como executado. Caso fosse projetado arrimo na parte posterior. Diferença de nível muito alta, a prefeitura teria um aumento na infraestrutura da ordem de 30,00%. Foi feita opção pelo talude, também correto, nessa obra já decorreu um prazo de mais 12 messes, as acomodações do aterro já aconteceram, o que tem que ser feito é especificar no talude a proteção vegetal, comumente chamado de (capim de burro), com preço ínfimo em relação a contenção de pedra“, acrescentou a nota.

Por fim, a empresa se defendeu sobre a difícil reparação da obra e alto custo para o município: “Queremos afirmar que as fissuras já foram corrigidas, não teve custo para Prefeitura, e mais, o aterro já estabilizou. Secretária. Uma nova licitação deve ser realizada para conclusão da obra. Empresa. Mandamos pelo menos 05 cartas no ano de 2022, até essa data, para secretária e até hoje não fomos chamados para conversar. Tenho a impressão que se a prefeitura for realizar nova licitação para conclusão dos serviços da creche vai onerar em demasia o valor da obra, senão vejamos: nosso custo para conclusão da obra é : saldo do contrato 2310 mais reajustamento 550, totalizando 2.861 milhões, tomando como base o nosso saldo sem reajustamento e acrescentando uma administração de 6,0% e atualizando pela FGV coluna 35 para fevereiro 2022 atualização 29,45%, isso deverá ser o preço da prefeitura 3.171 milhões, aumento 310.0 mil. Aproveitando a oportunidade queremos solicitar do Ilustríssimo Prefeito de Gravatá que nos receba em audiência para conversarmos, para que conheça outra parte da história” finalizou.

Leia também:

- Advertisement -
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando este bloqueador de anúncios.

Powered By
CHP Adblock Detector Plugin | Codehelppro