Espaço Pasárgada lança ação virtual para celebrar a poesia de Manuel Bandeira

Espaço Pasárgada lança ação virtual para celebrar a poesia de Manuel Bandeira

o dia 19 de abril de 1886, nascia um dos mais importantes poetas pernambucanos e do Brasil, Manuel Bandeira, que foi também crítico de arte, professor, e uma das mais emblemáticas figuras que participaram da Semana de Arte Moderna de 1922, importante momento de ruptura na cultura brasileira. Para celebrar esta data, o Espaço Pasárgada, equipamento cultural da Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), realiza uma ação especial nas redes sociais com o objetivo de valorizar e dar destaque ao legado do poeta pernambucano.

        “Com o isolamento social, em cumprimento ao Decreto nº 48.832, com recomendações do Governo de Pernambuco para enfrentamento do coronavírus (COVID-19), pensamos que precisávamos encontrar uma forma de manter a chama da poesia acesa e movimentar a vida das pessoas com esta homenagem a Manuel Bandeira. Assim surgiu o desafio. Estamos convidando gente de todas as idades e de todos os cantos do mundo para gravarem vídeos com os poemas deste poeta”, esclarece Marília Mendes, gestora do Espaço Pasárgada.

            Qualquer pessoa pode participar, basta gravar um vídeo recitando uma das poesias de Manuel Bandeira e, em seguida, marcar o Instagram do Cultura.PE ou o Facebook do Espaço Pasárgada– que compartilharão, até o próximo domingo (19), os recitais virtuais que forem enviados.
 

            “Nos anos anteriores, costumávamos promover uma semana comemorativa com visitas das escolas que apresentavam trabalhos inspirados na obra do poeta e também atividades culturais envolvendo palestras, apresentações teatrais, musicais e recitais. Observamos como a obra de Bandeira mexia com a memória afetiva das pessoas, e é isso que estamos buscando novamente com essa ação”, destaca a gestora.

            Espaço Pasárgada – Atualmente, o equipamento cultural, localizado na Rua da União, número 263, se configura como um centro de vivência e produção literária. Realiza ações de fomento à literatura dentro da casa – aberta a pesquisas e eventos literários – e fora dela – através de intercâmbio e parcerias com outros grupos e espaços ligados à literatura e à cultura de modo geral. O Pasárgada possui uma sala de estudos literários, com uma pequena biblioteca de literatura pernambucana e acervo que reúne a obra completa de Manuel Bandeira, biografia, estudos e vídeos sobre vida e obra do poeta.