Economia volta a reagir positivamente após abertura parcial do comércio

Após um declínio ao longo do mês de abril, o faturamento das indústrias voltou a crescer média de 11,4% no mês de maio. Os dados são da Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

Ainda mostrando recuperação da economia, a Receita Federal informou que as vendas por meio de NOTAS FISCAIS ELETRÔNICA (NFe) reagiu no mês de junho, sendo o maior patamar de 2020.

banner prefeitura são joao

Dados da Receita Federal apontam que só em julho foram emitidos mais de R$ 23,9 bilhões em notas fiscais. O crescimento chegou a 15,6% na comparação com maio e a 10,3% em relação ao mesmo mês do ano passado.

MAIS SOBRE ECONOMIA:

  1. Ibovespa fecha em quase 99 mil pontos com exterior otimista. O tom positivo veio com a sinalização do governo chinês de estímulos para o mercado acionário e dados que indicam retomada da atividade econômica global.
  2. Avianca Brasil, que estava em recuperação judicial desde dezembro de 2018, entrou com pedido de falência. Com dívidas que somam R$ 2,7 bilhões, a companhia aérea estava sem operar desde maio do ano passado.
  3. Brasil terá nova gasolina a partir de agosto; Petrobras diz que combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos. Especialistas dizem que redução no consumo pode chegar a 4%, compensando o preço mais alto que deverá ser praticado.
  4. Por conta da Covid-19, setor automotivo deve ter tombo de 45% no ano; retomada só em 2025.
Dependemos dessa publicidade para existir aguarde 10 segundos para ler a notícia
Publicidade obrigatória p/ não assinantes