‘Dia das mães’ é todo dia quando o filho ama de verdade; tudo isso vai passar

'Dia das mães' é todo dia quando o filho ama de verdade; tudo isso vai passar

Sabemos que esse será um dia das mães diferente. O distanciamento social impedirá que muitos filhos (a) visitem suas mães. Em tempo de pandemia, todo cuidado ainda é pouco.

Nem o pior dos pessimistas imaginou um terrível dia das mães sem flores, sem abraços, sem beijos e sem aquele calor da aproximação materna. Na verdade, o dia das mães é todo dia quando o filho ama de verdade. Tudo isso vai passar, e brevemente você poderá encontrar o seu grande amor e lhe dar aquele abraço bem aperto e dizer: te amo.

A data é comercial. Ela foi criada nos Estados Unidos (EUA) para aquecer vendas no comércio, e foi o presidente Getúlio Vargas que trouxe a comemoração para o Brasil. O dia das mães só perde para o Natal, em termos de vendas.

Mas, tudo está diferente por conta da COVID-19, doença que já matou milhares em todo mundo. Festejar a data sem correr perigos se tornou um grande desafio, visto que a maioria das nossas mães são idosas, ou estão no grupo de risco.