Descubra porque esse pedreiro aprendeu a dançar balé

Um pedreiro de 54 anos precisou aprender a dançar balé para lidar com as filhas, diagnosticadas com autismo. Uma reportagem de capa do jornal Correio da Bahia, publicada neste domingo (29) mostra Joilson Santos, ao lado de suas duas filhas bailarinas.

As crianças participam de escola de balé mantida pelo Centro Cultural Maestro Miro, bairro da Muchila, em Feira de Santana (BA). No espaço todas as crianças são acompanhadas por mentores, e Joilson é único homem da turma.

Se está sendo bom pra elas, está sendo bom pra mim“, disse o homem que há 28 anos trabalha como pedreiro. A esposa dele, Jaqueline Amorim, 43 anos, também participa do balé como tutora de sua outra filha.

Apesar do gesto de grandeza do pai, muitas pessoas da cidade criticaram o pedreiro. Na manhã seguinte, após apresentação pública, o homem ouviu gritos do lado de fora de sua cada para que “ele virasse homem”.

Já falaram muita coisa feia pra gente”, disse a mãe das crianças e esposa do pedreiro bailarino.

 

 

error: Alerta: o conteúdo está protegido !!