27 C
Recife

CredAGE Retomada oferece crédito de até R$ 100 mil

marcio stefanni diretor presidente da age2 1

Com o objetivo de apoiar a recuperação das empresas de pequeno porte e impulsionar a economia pernambucana, no contexto do Plano Retomada do Governo do Estado, a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), que é ligada à Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), está lançando o CredAGE Retomada, uma linha de crédito para investimento ou capital de giro no valor de até R$ 100 mil. Os recursos do CredAGE Retomada são direcionados a quem é Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) ou possui uma Empresa de Pequeno Porte (EPP), e serão liberados em função da análise cadastral e capacidade de pagamento. 

Empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões poderão solicitar o financiamento. Uma das vantagens é a taxa de juros, mais atrativa que a do mercado: para quem quitar as parcelas em dia, e ganhar o bônus de adimplência, será de 0,99% ao mês. O primeiro passo é preencher o formulário de pré-cadastro, no site da AGE (www.age.pe.gov.br). Toda a documentação necessária para os sócios (Pessoa Física – PF) e empresas (Pessoa Jurídica – PJ) também está detalhada na página da AGE na internet.

Cada interessado contará com crédito no valor de até R$ 100 mil, que pode ser parcelado em até 36 meses, com 3 meses de carência. Ou seja, a empresa recebe o recurso agora, mas terá um intervalo de 90 dias para começar a pagar as prestações. Para o beneficiado MEI, o valor é de até R$ 21 mil.

“Esta linha de crédito especial para as micro e pequenas empresas tem condições muito melhores do que as anteriores. Estendemos o prazo e diminuímos a taxa, e isto quer dizer que a prestação diminuiu. Assim, resta mais dinheiro para o negócio e para se pagar o empréstimo, gerando ocupação e renda e levando as empresas de Pernambuco a fazer a sua retomada”, argumenta Márcio Stefanni, diretor-presidente da AGE.

As tarifas, cobradas após a aprovação do empréstimo e antes da formalização, são de R$ 150 para a empresa (PJ) e de R$ 50 por sócio da empresa (PF). A Taxa de Análise de Crédito (TAC) equivale a 1% do valor financiado. A exigência de garantias é flexibilizada, sendo possível a utilização de fundos garantidores, a exemplo do FAMPE, fundo de aval para micro e pequenas empresas do Sebrae. A lista com os documentos necessários inclui, entre outros, RG e CPF ou CNH, além de declaração do Imposto de Renda (atualizado). 

Crédito Popular – No Plano Retomada, a AGE também está disponibilizando novas condições para o Crédito Popular, voltado para empreendedores formais ou informais, pessoa física ou jurídica. O valor a ser liberado, agora, pode ser de até R$ 5 mil, com dois meses de carência, 14 meses para pagar e juros de 0,50% ao mês (para quem quitar as parcelas em dia). Somente com estas novas condições, já foram liberados R$ 972 mil para 441 empreendedores em diversas regiões do Estado. Desde o lançamento do Crédito Popular, em 2019, já foram beneficiados mais de 14 mil pernambucanos e pernambucanas.

Com esse conjunto de medidas do Plano Retomada, a AGE pretende beneficiar cerca de 28 mil pequenos e médios empreendedores, injetando cerca de R$ 81 milhões na economia de Pernambuco.

COMPARTILHE REPORTAGEM

LEIA TAMBÉM

BRL - Cotação do real em outras moedas
USD
5,11
EUR
5,22
CNY
0,76

Em destaque