Covas abertas para enterrar vítimas do coronavírus em São Paulo vira destaque na imprensa internacional

Covas abertas para enterrar vítimas do coronavírus em São Paulo vira destaque na imprensa internacional

A imprensa internacional repercutiu imagem de covas abertas em cemitério na zona leste da cidade de São Paulo, capital. O maior cemitério da América Latina, já estaria se preparando para receber centenas e pessoas, que poderão morrer do coronavírus.

O jornal de maior circulação nos Estados Unidos, THE WASHINGTON POST, alegou que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, estava tratando o coronavírus como uma ‘fantasia’.

Segundo relatos, o aumento de mortes em decorrência do coronavírus tem levado o cemitério a correr contra o tempo para sepultar a vítimas. São Paulo tem o maior número de casos confirmados e óbitos por coronavírus.

Estão sendo aberta 100 covas por dia, o dobro do habitual antes da pandemia do coronavírus. Só quinta-feira (1) foram enterrar 57 pessoas no cemitério de Vila Formosa. Antes eram 40 enterros por dia.