dark

Celpe remove instalações de internet clandestinas

Celpe remove instalações de internet clandestinas
Celpe remove instalações de internet clandestinas

A Companhia Energética de Pernambuco iniciou, nesta terça-feira (22), uma operação para o combate de instalações de internet clandestinas ou fora dos padrões técnicos em postes do Recife, que colocam em risco o fornecimento de energia elétrica, assim como a segurança dos pedestres que circulam pelas vias. A ação está sendo realizada em 15 ruas no bairro Cordeiro onde foram identificados em 139 postes com 462 caixas de internet instaladas de forma irregular. A intenção é recolher todo o material que não esteja dentro do padrão.

Além de não possuírem autorização para instalação nos postes, esses equipamentos podem causar incêndios e destruir patrimônios públicos e privados. Apenas em 2020, A Celpe registrou 174 incêndios provocados por caixas de internet instaladas de forma irregular. Desde o início do ano, a Companhia vistoriou mais de 8,2 mil postes e recolheu 52 toneladas de cabos de telecomunicações encontrados durante ações de combate a ligações clandestinas ou fora dos padrões. Desde 2015, quando foi iniciada a operação pioneira no País, mais de 150 toneladas de fios de internet já foram removidas dos postes da cidade.

“A identificação e retirada dos fios clandestinos é um trabalho constante e que tem como finalidade principal evitar acidentes e garantir o fornecimento de energia para a população. Todas as 15 ruas que nossas equipes vão atuar a partir desta terça já foram mapeadas e vistoriadas previamente. O objetivo é retirar dos postes todo o material fora do padrão”, afirmou o gerente de operações da Celpe, Fábio Barros.

A ação da Celpe é informada previamente às empresas de telecomunicações que possuem contrato com a Companhia para que elas possam promover o ordenamento dos fios fora dos padrões. As empresas que não cumprirem os prazos de adequação têm as redes removidas.

Em caso de instabilidade no funcionamento de serviços como internet e telefonia, o cliente deve entrar em contato com a empresa responsável pela rede, para que sejam feitas as devidas correções.