Bolsonaro diz que vai para ONU nem que seja numa cadeira de rodas

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, voltou a conversar informalmente com jornalistas na saída do Palácio de Alvorada, residência oficial da presidência.

Questionado se iria participar da abertura da Assembleia Geral da ONU no próximo dia 22 de setembro, mesmo após sua cirurgia de hérnia, Bolsonaro tratou logo de responder que participaria do encontro, nem que pra isso fosse numa cadeira de rodas.

Bolsonaro deverá falar sobre a Amazônia durante a sessão da ONU. A cirurgia do presidente está marcada para o próximo domingo (8) em São Paulo. O precedimento será feito pelo médico Antônio Luiz Macedo.