Bolsa ganha mais adesões apesar de quedas; entenda as vantagens desse investimento

Bolsa ganha mais adesões apesar de quedas; entenda as vantagens desse investimento

A Bolsa de Valores costuma ser o caminho mais indicado para o investidor de perfil arrojado. Ou seja, aquele que conhece de maneira mais aprofundada o universo dos investimentos e está mais sujeito a riscos.

É justamente a tolerância a riscos que faz com que esse mercado seja bastante peculiar: da mesma forma como permite excelentes ganhos, também exige certo grau de preparo por parte do investidor que, muitas vezes, pode levar tempo até ser adquirido.

Isso não impede que outros investidores se informem e atuem neste mercado. É o que vem ocorrendo atualmente: mesmo com estes contratempos, a Bolsa tem ganhado mais adesões.

O cenário atual

Com a crise provocada pelo novo coronavírus, as empresas foram obrigadas a pausar as atividades, o que naturalmente faz com que o valor de mercado delas acabe diminuindo.

Consequentemente, o mercado acionário chegou a apresentar resultados abaixo do comum, sendo marcado por casos de circuit breaker, um evento que ocorre quando a desvalorização dos ativos em massa é tão grande que a própria Bolsa suspende as atividades.

Entretanto, isso tem atraído investidores. Com o preço baixo das ações, eles passam a ter acesso a projetos mais sólidos, de companhias que certamente terão como se recuperar deste momento difícil.

Por trás disso, tudo está a lógica que regula o mercado de ações: basicamente, a ideia é comprar em baixa para vender em alta ou lucrar com os repasses para os acionistas.

Dessa forma, o momento atual pode representar uma oportunidade para o investidor mais atento.

A questão da Selic

Além disso, existe outro fator que torna a Bolsa de Valores tão atrativa. É o patamar atual da taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. Em resumo, é ela quem dá o direcionamento para a política de juros no país.

Por conta de uma série de fatores, além do novo coronavírus, a Selic atualmente se encontra no menor patamar histórico.

Para o investidor que está em busca de maior rentabilidade, recorrer a ativos que evoluem de acordo com esse parâmetro, direta ou indiretamente, não é algo tão interessante.

Na busca por acesso a juros mais altos do que os que a Selic oferece, o mais viável é tentar compreender as sutilezas do mercado acionário e tentar extrair dele os rendimentos mais elevados.

As vantagens de investir na Bolsa de Valores

O mais importante em relação a esse mercado é saber que nele costumam aparecer as maiores rentabilidades para quem investe.

Mesmo que essa vantagem venha associada a maior risco, isso pode ser amenizado pelo investidor mais preparado, que é aquele que faz análises fundamentalistas e técnicas.

Além disso, a Bolsa oferece também uma série de oportunidades que vão além daquilo que a renda fixa apresenta.

Se, por um lado, a lógica dos investimentos em renda fixa segue uma relação de empréstimo a agentes poderosos como o governo e instituições financeiras; narenda variável, é possível que o investidor se torne sócio de projetos com altíssimo potencial de crescimento futuro.

Quando se fala em Bolsa, é preciso pensar em possibilidades como o mercado de ações, mas também o câmbio e as criptomoedas, que têm chamado cada vez mais atenção em um contexto de digitalização das atividades financeiras.

Como começar na Bolsa de Valores

Para o investidor interessado em se aproveitar das vantagens desse mercado, o ideal é buscar a informação.

Com a modernidade, já é possível aprender mais sobre os caminhos para lucrar na Bolsa, até porque a maioria dos agentes envolvidos nesse processo atuam em ambiente online.

É justamente por isso que é possível contar com uma série de soluções que facilitam os procedimentos.

Um exemplo é a tecnologia do Home Broker, um sistema online que as corretoras de valores oferecem para seus clientes e que na prática serve para conectá-los com a Bolsa de Valores, substituindo o antigo pregão.

Além dele, soluções como os simuladores de investimentos também permitem que o investidor entenda como se dão os procedimentos antes de arriscar dinheiro em um mercado que exige experiência.

Por Experta media agência.