Auxílio Emergencial está travado por falta de cédulas; Banco Central pede impressão de 9 bilhões de reais

Auxílio Emergencial está travado por falta de cédulas; Banco Central pede impressão de 9 bilhões de reais

Para dificultar ainda mais o pagamento do auxílio emergencial, o Banco Central pediu a CASA DA MOEDA que novas cédulas sejam impressas até o final de maio. O banco está requisitando R$ 9 bilhões, já que o país está vivendo uma escassez de cédulas.

O Banco Central agora está culpando a falta de cédulas pelo possível atraso no pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 reais aos trabalhadores informais. As informações foram divulgadas pelo Jornal Folho de São Paulo.

Há risco de faltar cédulas nos bancos para que os trabalhadores saquem dinheiro, embora o dinheiro já esteja liberado para saque. A autoridade monetária explicou que o valor corresponde ao adiamento, mas quantidade de dinheiro em circulação é suficiente para fazer os pagamentos, no entanto já tinha uma produção de novas cédulas programadas.