24 C
Gravatá

Auxiliar mecânico denuncia colegas de trabalho após possível ataque homofóbico

A Lei que criminaliza a homofobia determina que ela é IMPRESCRITÍVEL E INAFIANÇÁVEL. A homofobia é comparada ao crime de racismo no Brasil.

klebson e esposa

A Polícia Civil já está investigando a denúncia realizada por um auxiliar de mecânico, Klebson Gouveia Silva, 28 anos, que durante as férias recebeu vídeo onde um colega de trabalho afirma que ele esqueceu um vibrador na empresa.

A Lei que criminaliza a homofobia determina que ela é IMPRESCRITÍVEL E inafiançável. A homofobia é comparado ao crime de racismo no Brasil.

banner prefeitura

Klebson é casado com uma mulher trans e julga que a ‘brincadeira’ na verdade foi um ataque homofóbico. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Cruz de Rebouças, em Igarassu, região metropolitana do Recife.

Foi instaurado um inquérito que investiga ‘um caso de homofobia’. A mulher de Klebson, Danielly Manuele, 29 anos, afirma que foram vítimas de homofobia e transfobia. Os dois estão juntos há quase 5 anos.

Esta não teria sido a primeira vez que o mecânico foi vítima de preconceito onde trabalha. O rapaz só tomou coragem para fazer a denúncia para que outras pessoas não sintam o que ele está sentindo.

Leia também:

- Advertisement -
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando este bloqueador de anúncios.

Powered By
CHP Adblock Detector Plugin | Codehelppro