Ativista que denunciou Neymar por homofobia recebe ameaça

Ativista que denunciou Neymar por homofobia recebe ameaça

Agripino Magalhães, ativista LGBTI+, afirmou que está recebendo ameaças de morte, depois que denunciou Neymar e alguns ‘parças’ pelo crime de homofobia contra Tiago Ramos, ex-namorado de Nadine Gonçalves, mãe do jogador.

O rapaz deu entrada nesta quinta-feira, 11, em um pedido de inquérito no Ministério Público para apurar as ligações que vem recebendo desde que entrou nas Justiça contra o atleta.

“Recebi mensagens pesadas nas redes sociais, mas comecei a ficar assustado mesmo com as ligações telefônicas. As pessoas me ameaçam e demonstram saber da minha rotina, da minha vida. Estou com medo”, contou à colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Agora, Agripino espera que seu advogado entre com um pedido de medida protetiva caso as ameaças continuem. O ativista pede uma indenização de R$ 2 milhões, que serão destinados a uma ONG LGBTQ+.