Associação dos Guardas Municipais de Gravatá acredita que Guarda Municipal agiu dentro dos limites da lei e protegeu o patrimônio municipal

A diretoria colegiada da Guarda Municipal de Gravatá, emitiu nesta quarta-feira (9) nota de esclarecimento sobre situação envolvendo um Guarda Municipal e um ‘motoboy, cujo vídeo foi publicado amplamente nas redes sociais.

Inicialmente, a nota pontua que a sociedade não suporta mais condutas autoritárias e que violam direitos individuais, fatos que já marcaram a história dos brasileiros: “Ocorre que todos podem atribuir um juízo de valor sobre qualquer fato, vídeo e imagens, assim estarmos distante da verdade”, pontou a nota, contextualizando que a forma como as pessoas viram e interpretaram o vídeo pode ter sido exagerada.

A nota ainda diz: “Aos servidores investidos no cargo da Guarda Civil Municipal são conferidas atribuições, por lei, entre elas: atuar na manutenção da ordem e da segurança pública, prevenir e inibir, ela presença e vigilância, bem como coibir, infrações penais ou administrativas e atos infracionais que atentem contra os bens, serviços e instalações municipais […]  atentando para o respeito aos direitos fundamentais das pessoas”, frisou a direção colegiada.

A Diretoria Colegiada da Guarda Municipal não tem dúvidas que no final do inquérito investigado, que agora tramitará no âmbito judicial, o Guarda Municipal será inocentado, pois teria agido dentro dos limites legais, e demais valores e objetivos da sociedade.