Artesões de Gravatá expõem trabalhos em feira todo sábado no CIT

Agora é pra valer. Todo sábado, no Centro de Informações Turísticas de Gravatá, um sonho antigo dos artesãos da cidade torna-se realidade: ter mais um local de grande visibilidade para expor suas peças.

São artesanatos diversos, com artigos de decoração, vestuário, alimentação e variedade de matéria-prima. Uma delas é a madeira, trabalhada pelo artesão João Galdino de Moura, que entre suas inspirações estão os pássaros e o Espírito Santo.

banner prefeitura são joao

Silvania Alves de Lima, mais conhecida como Silvania Artesã, faz parte do grupo de artesãos Arte da Gente e é organizadora da feirinha, junto com Solange. Ela contou que começou na Estação do Artesão e explicou como surgiu a ideia da feirinha. “A gente queria um local para mostrar nosso trabalho, porque só tínhamos espaço em épocas sazonais, como Natal, Carnaval, e aqui vamos ficar todo sábado, fixo, das 15h às 20h. Levamos o projeto para o vice-prefeito, ele gostou da ideia e ele também já pensava em algo assim, ligado ao artesanato, como forma de divulgar a cidade também. Desde março deste ano, já estávamos conversando sobre, estudando uma forma do projeto da barraca, que pode ser levada para outros lugares, cidades, para onde a gente for convidado para mostrar o nosso artesanato, estaremos lá para representar Gravatá”.

LEIA TAMBÉM