Após publicação de tumulto em Bezerros, Ministério Público Federal se pronuncia

Após publicação de tumulto em Bezerros, Ministério Público Federal se pronuncia

O Pernambuco Notícias divulgou na manhã desta quarta-feira (22) o grande número de pessoas que aguardavam atendimento na CAIXA Econômica Federal (CEF) de Bezerros. A reportagem acabou gerando uma denúncia ao Ministério Público Federal (MPF), através da PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CARUARU.

Segundo informações, a multidão estava aguardando senha para atendimento em busca do auxílio emergencial custeado pelo Governo. A superintendência da CAIXA jogou toda culpa na Prefeitura de Bezerros, que instalou barreira na rua onde a agência funciona, transformando uma fila em linha reta numa fila circular, que gerou a aglomeração.

O superintendente da CAIXA, Diego Ricardo de Melo, informou ao MPF, que a agência entrou em contato com a prefeitura e solicitou a alteração da forma de organização da fila, inclusive ligando para o prefeito Breno de Lemos Borba.

O gerente da CAIXA em Bezerros solicitou apoio da Polícia Militar para atuar junto com a Guarda Municipal e o Batalhão de Trânsito pra evitar uma situação ainda maior nos próximos dias. O promotor da cidade, Dr. Flávio Henrique conversou com o MPF e informou ter entrado em contato com o Comando local da PM, solicitando a apoio no local da aglomeração. O representante do MPPE enviou vídeo comprovando que fila foi organizada com a chegada da polícia.

O MPF solicitou que o gerente da CAIXA envie fotos, ainda que pelo WhatsApp, com imagens de como estão as filas na manhã desta quinta-feira (23), bem como na sexta-feira (24). O MPF quer saber se alguma medida foi tomada para controlar o número de pessoas no local.