dark

Agreste comercializou mais de 10 milhões de EPIS contra a COVID-19

Agreste comercializou mais de 10 milhões de EPIS contra a COVID-19
A woman wears a protective mask against the spread of the new Coronavirus (COVID-19) made by seamstresses of the Vila Novo Sao Lucas favela, in Belo Horizonte, Brazil on April 8, 2020. – The Remexe Favelinha atelier which works at the La da Favelinha cultural center of the Vila Novo Sao Lucas favela in the Aglomerado da Serra, will try to produce 6,000 face masks per month for the general population, which follow the protocol and guidelines set by the Brazilian Ministry of Health and cost one US dollar. (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP)

O Polo de Confecções do Agreste ultrapassou a marca de 10 milhões de EPIs comercializados, sendo 8,7 milhões só de máscaras de tecido. Através do projeto “Máscara para Todos”, disponibilizamos apoio técnico e linhas de crédito para micro e pequenas empresas.

Todos os produtos seguem o padrão do Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE). Além de compras feitas pelo próprio Estado e por instituições privadas, os insumos também são vendidos pelo site Máscaras para Todos.