dark

Advogado afirma que concurso público de Gravatá é ‘nulo’ e não terá validade

Advogado afirma que concurso público de Gravatá é ‘nulo’ e não terá validade
Advogado afirma que concurso público de Gravatá é ‘nulo’ e não terá validade
Imagem: reprodução/inter

O advogado popular de Gravatá, Jhon Lennon, trouxe revelações surpreendentes e temerosas durante entrevista na Rádio Gravatá FM, dentro do programa JOTA SILVA, nesta quinta-feira (17).

Segundo informações do advogado, o Ministério Público de Contas (MPC) representou o atual prefeito de Gravatá, Joaquim Neto (PSDB), por ato de improbidade administrativa, que pode deixa-lo inelegível durante anos. A informação tremeu o queixo de vários concurseiros de Pernambuco.

O prefeito teria desobedecido às normas sanitárias e promovido concurso público da Prefeitura Municipal nos dias 12/13 de dezembro, afrontando a decisão cautelar expedida pelo Tribunal de Contas de Pernambuco que determinou a suspensão do certame até deliberação da Corte de Contas.

O CONCURSO TEM VALIDADE?

Para o advogado Jhon Lennon o concurso é ‘nulo’ e que teria passado a madrugada toda lendo e procurando se aprofundar na decisão do Ministério Público de Contas. A firmação de Jhon Lennon coloca em jogo milhões de reais investidos por mais de 30 mil concurseiros