Variedades

Adolescente negro perseguido por moradores quando praticava fotografia

Um adolescente de 17 anos, identificado como Gabriel Souza, trabalha como borracheiro ao lado de seu pai na cidade de Cabreúva, distante 89 km de São Paulo (SP). Nas horas livres, o rapaz decidiu praticar fotografia, algo que pegou gosto nos últimos dias.

Numa de suas saídas com o novo equipamento que comprou, o borracheiro fotografo passou as ser alvo de comentários maliciosos em grupos do WhatsApp, composto por moradores do bairro.

Depois de comer rapidinho, o rapaz correu para tirar fotos numa praça próxima à borracharia. No dia seguinte o pai percebeu que as pessoas estavam olhando para o rapaz de modo diferente. Na borracharia o pai encontrou um cliente que mostrou o conteúdo postado em um grupo, onde o filho estava sendo apontado como “suspeito” e que se alguém encontrasse ele chamasse a Guarda Municipal: “Este indivíduo está tirando fotos das casas“, dizia uma das mensagens.

Um vereador da cidade teria gravado um áudio pedindo para a população ligar para Guarda Municipal, pois a viatura já estaria tentando achá-lo pelo bairro: “É um suspeito de estar filmando e tirando fotos das casas ai“, disse o vereador.

O adolescente passou a postar as fotos do ambientes que costumava fotografar e ficou triste ao ver a viatura da Guarda Municipal olhando pra dentro da borracharia, como se estivesse lhe procurando. O rapaz procurou duas delegacias com o pai e seu professor de fotografia, mas em nenhuma delas conseguiu registrar boletim de ocorrência, pois a polícia disse que não havia crime.

Numa das delegacias, a polícia orientou o rapaz andar com um certificado de curso fotográfico, crachá e até a nota fiscal da câmera, além de andar “acompanhado”. O professor do rapaz diz que está claro que houve preconceito contra seu aluno. Anderson Kagawa, 32 anos, disse sabia que existia racismo no Brasil, mas nunca tinha visto nada do tipo de maneira tão próxima.

Nesta última quarta-feira (9) o rapaz viajou para São Paulo para conversar com advogados e buscar providências. Ele e seus familiares estão decidindo o que fazer judicialmente neste caso.

Clebson Amsterdan

Clebson Amsterdan é jornalista em com atuação há 19 anos na comunicação social. Iniciou sua carreira no rádio no ano 2000 e desde então tem dedicado toda sua vida ao jornalismo. Diretor presidente do Grupo Amsterdan Publicidade S/A com atuação em 184 cidades de Pernambuco.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Desative seu bloqueador de anúncio