24 C
Recife

Abandono: observe a situação caótica do Rio Ipojuca em Gravatá

O presidente da Câmara de Gravatá, Léo do AR (PSDB), destinou para o gabinete do secretário de Meio Ambiente, Lula do Padre (PSB), ofício solicitando a imediata limpeza do perímetro urbano do Rio Ipojuca, em Gravatá, agreste pernambucano.

Como é possível ver nas imagens que ilustram esta reportagem, o rio está tomado por baronesas, principal multiplicadoras de mosquitos transmissores de doença, a exemplo da Febre Chikungunya, Zíza e Dengue.

Diversos moradores residentes às margens do Rio Ipojuca procuraram o presidente da Câmara para se queixar da falta de limpeza do rio: “Estamos preocupados com as constantes queixas sobre a falta de limpeza do Rio Ipojuca. Eu, como fiscal do povo, preciso tomar a iniciativa e destinar um pedido para o secretário proceder, em caráter de urgência, a limpeza do referido rio”, disse Léo do AR.

No gerenciamento do ex-prefeito Joaquim Neto (PSDB), a equipe de meio ambiente mantinha regular limpeza do Rio Ipojuca, evitando constrangimento aos ribeirinhos.

COMPARTILHE REPORTAGEM

LEIA TAMBÉM

BRL - Cotação do real em outras moedas
USD
5,11
EUR
5,22
CNY
0,76

Em destaque