POLÍTICA: Mesmo condenado, recursos jurídicos podem garantir Lula na disputa de 2018

Apesar condenação, ainda existem duas possibilidades jurídicas que cosiparam para o alívio dos petistas.

Apesar condenação, ainda existem duas possibilidades jurídicas que cosiparam para o alívio dos petista

Quem estava torcendo para que Lula não fosse candidato, prepare-se, nem mesmo a condenação do Tribunal Regional Federal (TRF) pode impedir que o ex-presidente seja candidato no próximo ano.

Apesar condenação, ainda existem duas possibilidades jurídicas que cosiparam para o alívio dos petistas. A primeira possibilidade seria através de liminar emitida pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ) ou Supremo Tribunal Federal (STF), procedimento que já foi concedido para outros candidatos na mesma situação de Lula.

Outra possibilidade é de que a sentença em segunda instância ocorra após o registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso Lula seja eleito e depois condenado, o TSE inda não impediria o presidente assumir, mas até lá ainda era passivo de outros questionamento jurídicos de impugnação.

Deixe aqui o seu comentário: